Tag : veterinária

2 posts

5 mitos e 5 verdades sobre veterinária

cão.

Verdades:

1 – Muito estudo:

Já ouviu aquela conversa superdifícil entrar em medicina? Com veterinária não é muito diferente, e não tem essa de levar o curso na preguiça: quem não estuda fica pra trás mesmo!

2 – Dedicação diária:

A faculdade forma um veterinário generalista, mas com certeza, todos devem sempre fazer cursos de reciclagem e participar de congressos. Então,mesmo depois de formada é importante se atualizar, pois todos os dias são feitas novas descobertas na área.

3 – Diversas atividades:

O curso oferece diversas aulas práticas e teóricas:As atividades se dividem em: procedimentos clínicos e cirúrgicos; criação animal; e reprodução animal.

4 – Você pode ser:

Profissional liberal, autônomo proprietário, sócio ou empregado de empresa. Existe a necessidade de veterinários em todas as suas áreas de formação, seja em clinica, indústria ou pesquisa.

5 – Calma e segurança:

É importante ter o cuidado e ser honesta com o dono do animal, já que as pessoas ficam fragilizadas nesses casos. Um bom veterinário deve tentar ao máximo esclarecer a situação do  animal ao seu dono, mesmo quando o quadro não é positivo.

mintira

Mitos:

1 – Basta gostar de animais:

É preciso mais do que gostar. Muitas musicas ate deixam o curso descobrem que, as vezes, é preciso ser mais racional do que emocional para conseguir cuidar de um bichinho doente.

2 – Happy ending:

Nem sempre tudo sai como você gostaria. O veterinário deve lidar com todos os tipos de doença, e isso inclui situações difíceis nas quais um animal pode ate acabar sendo sacrificado.

4 – Trabalho garantido:

Existe, muita procura por profissionais da área hoje em dia,mas isso não significa que é fácil conseguir um bom trabalho. Por isso, se você quiser começar com pé direito, faça um bom estagio e fique esperta para aprender ao máximo.

5 – Especialização já!

Antes de escolher qual área gostaria de seguir – Grandes animais silvestres, pequenos animais e inspeção sanitária – ,saiba que o objetivo do curso é formar um veterinário que tenha conhecimento em todas as áreas de atuação. Então, sem pressa!



Como identificar se seu animalzinho de estimação está com dor?

cachorroSegundo a veterinária Elizabeth Estevão, da Faculdade de Ciências de Saúde de São Paulo (Facis), o animal  pode deixar de comer, diminuir a interação com os membros da família, ter mobilidade reduzida e até ficar carente demais.

Se há dor, é porque algo não está bem. Segundo Karina, as principais doenças que causam dor nos pets são câncer e osteoartrose, mal que provoca a degeneração das articulações. “Essas doenças estão muito ligadas à maior expectativa de vida que os animais domésticos têm hoje em dia”.

A veterinária Elizabeth cita ainda inflamação nos rins, no fígado e até no baço como males que podem causar dor. “Às vezes, alisando o animal, ele pode se contrair ao passar a mão por cima do local onde está doendo”.

sintomas_de_dor_cachorro



PAGE TOP
Pular para a barra de ferramentas