Tag : idosos

3 posts

O semáforo inteligente que ajuda idosos

As ruas andam cada vez mais perigosas, agora, imagine para um idoso atravessar rapidamente a travessia de pedestres antes do sinal abrir? Uma campanha criou o semáforo inteligente que pode ajudar com este problema cotidiano.

Curitiba/PR ganhou um novo sistema para a segurança dos idosos nas ruas. Foram registradas em 2012 mais de 2700 mortes por atropelamento. Em parceria com a agência OpusMúltipla, o Setran alterou o tempo que alguns semáforos ficam abertos para os pedestres.

semafarointeligenteidososblogdadvdeise

Para descobrir a velocidade média em que os idosos entre 60 a 90 anos andavam, fora feita uma pesquisa com quase 500 participantes. Com base nesses dados, o tempo de travessia de 12 segundos passou para 18 segundos. Ao ver os resultados, a Prefeitura de Curitiba implantou 120 semáforos inteligentes em 31 pontos da cidade, permitindo que os idosos e também pessoas com dificuldade de mobilidade possam acionar o dispositivo através dos seus cartões de transporte.
O sistema era bem prático, bastava encostar o cartão de transporte no dispositivo dos sinais de pedestre e logo ganhava-se alguns segundos a mais, o que permitia uma passagem mais segura pelas ruas.

O vídeo abaixo mostra como a ação da campanha foi vista pelo povo, se realmente funcionou e como os idosos se sentiram.


Crianças felizes, idosos, mais ainda

vovosecriancas

O que são crianças? Alegria, espontaniedade, diversão pura, muita imaginação e inocência. E os idosos? Amaveis, sábio, alguns tem as histórias mais divertidas para contar, super espirituosos e cheios de vida. Agora, pense em um cenário onde estes dois grupos de juntam. Pois foi exatamente isso que a casa de repouso em Seattle, nos Estados Unidos, a Providence Mount St. Vincent recebeu.

O “The Intergenerational Learning Center” (ILC), Centro de Aprendizagem Intergeracional, em tradução livre, resolveu testar esta diferente interação neste asilo, pois os idosos passavam o tempo tristes, com aquele sentimento de solidão, o que causava depressão e declínio mental e físico. Quando as crianças cheias de energia da creche com idades entre seis semanas até a pré-escola com cinco anos chegaram ao mesmo prédio que estes mais de 400 idosos habitavam, foi alegria pura! Os professores os acompanhavam nas atividades e assim podiam ensinar-lhes não só sobre o envelhecimento, mas também de como criar uma sensibiidade em conviver com pessoas com deficiências ou movimentos limitados. O projeto é emocionante e deu muito certo.



PAGE TOP
Pular para a barra de ferramentas