Tag : frases

2 posts

Quando devo usar crase?

uso da craseA crase deve ser empregada obrigatóriamente nas expressões que indicam tempo (horas), ou em locuções como: às vezes, à noite, à medida. A crase não deve ser empregada antes de:

– Verbos

– Pronomes Pessoais.

– Palavras masculinas.

– Da palavra Terra (quando faz referência ao solo).

– Nome de cidades (que não utilizam artigo feminino).

– Da palavra casa (quando faz referência ao lar).

– E expressões com palavras repetivas (como DIA A DIA).

Como saber se devo empregar a crase? Uma dica é substituir a crase por “ao”, caso essa preposição seja aceita sem prejuízo de sentido, então com certeza há crase.

Exemplos: Fui à farmácia, substituindo o “à” por “ao” ficaria Fui ao supermercado. Logo, o uso da crase está correto.

Outro exemplo: Assisti à peça que está em cartaz, substituindo o “à” por “ao” ficaria Assisti ao jogo de vôlei da seleção brasileira.


O Cavalo e o Porco

porco cavalo

A história do porco e do cavalo!

Um fazendeiro colecionava cavalos e só faltava uma determinada raça.

Um dia, ele descobriu que o seu vizinho tinha este determinado cavalo.

Assim, ele atazanou seu vizinho até conseguir comprá-lo.

Um mês depois, o cavalo adoeceu, prontamente, ele chamou o veterinário:

– Bem, seu cavalo está com uma virose. É preciso tomar este medicamento durante três dias. No terceiro dia, eu retornarei e, caso ele não esteja melhor, será necessário sacrificá-lo.

O porco, que estava nas proximidades, escutara toda a conversa.

No dia seguinte, logo após o medicamento haver sido ministrado no cavalo, o porco se aproximou e disse:

– Força, amigo! Levanta daí, senão você será sacrificado!

No segundo dia, deram novamente o medicamento e saíram.

O porco se aproximou do cavalo e disse:

– Vamos lá… Amigão! Levanta, senão você vai morrer! Vamos lá! Eu te ajudo a levantar… upa! Um, dois, três.

Nada.

No terceiro dia, deram o medicamento e o veterinário disse:

– Infelizmente, se ele não se recuperar até amanhã, vamos ter que sacrificá-lo, pois a virose pode contaminar os outros cavalos.

Quando foram embora, o porco se aproximou do cavalo e disse:

– Cara, é agora ou nunca. Levanta logo! Coragem! Upa! Upa! Isso, devagar! Ótimo, vamos! Um, dois, três… Legal, legal, agora mais depressa vai… Fantástico! Corre, corre mais! Upa! Upa! Upa! Você venceu campeão!

Então, de repente, o dono chegou, viu o cavalo correndo no campo e gritou:

– Milagre! O cavalo melhorou. Isso merece uma festa! Vamos matar o porco!

Isso acontece com frequência no ambiente de trabalho.

Ninguém percebe quem é o funcionário que tem o mérito pelo sucesso.

Saber viver e ser reconhecido é uma arte.

Autoria de Antônio Moraes.

“Mas, sejam fortes e não desanimem, pois o trabalho de vocês será recompensado.”

“Se algum dia alguém lhe disser que seu trabalho não é o de um profissional, lembre-se: Amadores construíram a Arca de Noé ,e profissionais, o Titanic.”

Procure ser uma pessoa de valor, em vez de ser uma pessoa de sucesso.


PAGE TOP
Pular para a barra de ferramentas