Tag : emprego

6 posts

5 mitos e 5 verdades sobre veterinária

cão.

Verdades:

1 – Muito estudo:

Já ouviu aquela conversa superdifícil entrar em medicina? Com veterinária não é muito diferente, e não tem essa de levar o curso na preguiça: quem não estuda fica pra trás mesmo!

2 – Dedicação diária:

A faculdade forma um veterinário generalista, mas com certeza, todos devem sempre fazer cursos de reciclagem e participar de congressos. Então,mesmo depois de formada é importante se atualizar, pois todos os dias são feitas novas descobertas na área.

3 – Diversas atividades:

O curso oferece diversas aulas práticas e teóricas:As atividades se dividem em: procedimentos clínicos e cirúrgicos; criação animal; e reprodução animal.

4 – Você pode ser:

Profissional liberal, autônomo proprietário, sócio ou empregado de empresa. Existe a necessidade de veterinários em todas as suas áreas de formação, seja em clinica, indústria ou pesquisa.

5 – Calma e segurança:

É importante ter o cuidado e ser honesta com o dono do animal, já que as pessoas ficam fragilizadas nesses casos. Um bom veterinário deve tentar ao máximo esclarecer a situação do  animal ao seu dono, mesmo quando o quadro não é positivo.

mintira

Mitos:

1 – Basta gostar de animais:

É preciso mais do que gostar. Muitas musicas ate deixam o curso descobrem que, as vezes, é preciso ser mais racional do que emocional para conseguir cuidar de um bichinho doente.

2 – Happy ending:

Nem sempre tudo sai como você gostaria. O veterinário deve lidar com todos os tipos de doença, e isso inclui situações difíceis nas quais um animal pode ate acabar sendo sacrificado.

4 – Trabalho garantido:

Existe, muita procura por profissionais da área hoje em dia,mas isso não significa que é fácil conseguir um bom trabalho. Por isso, se você quiser começar com pé direito, faça um bom estagio e fique esperta para aprender ao máximo.

5 – Especialização já!

Antes de escolher qual área gostaria de seguir – Grandes animais silvestres, pequenos animais e inspeção sanitária – ,saiba que o objetivo do curso é formar um veterinário que tenha conhecimento em todas as áreas de atuação. Então, sem pressa!



1º de maio Dia do Trabalho e sua história!

dia_do_trabalhoO Dia do Trabalho é comemorado em 1º de maio. No Brasil e em vários países do mundo é um feriado nacional, dedicado a festas, manifestações, passeatas, exposições e eventos reivindicatórios.

A História do Dia do Trabalho remonta o ano de 1886 na industrializada cidade de Chicago (Estados Unidos). No dia 1º de maio deste ano, milhares de trabalhadores foram às ruas reivindicar melhores condições de trabalho, entre elas, a redução da jornada de trabalho de treze para oito horas diárias. Neste mesmo dia ocorreu nos Estados Unidos uma grande greve geral dos trabalhadores.

Dois dias após os acontecimentos, um conflito envolvendo policiais e trabalhadores provocou a morte de alguns manifestantes. Este fato gerou revolta nos trabalhadores, provocando outros enfrentamentos com policiais. No dia 4 de maio, num conflito de rua, manifestantes atiraram uma bomba nos policiais, provocando a morte de sete deles. Foi o estopim para que os policiais começassem a atirar no grupo de manifestantes. O resultado foi a morte de doze protestantes e dezenas de pessoas feridas.

Foram dias marcantes na história da luta dos trabalhadores por melhores condições de trabalho. Para homenagear aqueles que morreram nos conflitos, a Segunda Internacional Socialista, ocorrida na capital francesa em 20 de junho de 1889, criou o Dia Mundial do Trabalho, que seria comemorado em 1º de maio de cada ano.

Aqui no Brasil existem relatos de que a data é comemorada desde o ano de 1895. Porém, foi somente em setembro de 1925 que esta data tornou-se oficial, após a criação de um decreto do então presidente Artur Bernardes.

Fatos importantes relacionados ao 1º de maio no Brasil:

– Em 1º de maio de 1940, o presidente Getúlio Vargas instituiu o salário mínimo. Este deveria suprir as necessidades básicas de uma família (moradia, alimentação, saúde, vestuário, educação e lazer).

– Em 1º de maio de 1941 foi criada a Justiça do Trabalho, destinada a resolver questões judiciais relacionadas, especificamente, as relações de trabalho e aos direitos dos trabalhadores.


PAGE TOP
Pular para a barra de ferramentas